Rua Pedro Raiol, 328

Bairro: Centro - Vigia, PA

CEP: 68.780-000

E-mail: vigiapara400@gmail.com

 

© 2016 por INFOGRAFIC.

Orgulhosamente Vigiense

  • Google+ Clean
  • Twitter Clean
  • facebook

Marcos Puff

Marcos Vinícius Rodrigues Cardoso, “Marcos Puff”. Iniciou seu estudo no Clube Musical União Vigiense fundado em 1916. Aos 11 anos de idade, foi incentivado pelos seus pais na cidade de Vigia de Nazaré (PA) a estudar música no referido clube, seu início musical foi com o profº Paulo Henrique (Vigia) e Raimundo Castro (Marapanim) na região do salgado, o mesmo artista atuou em diferentes grupos e coletivos como: Clube Musical União Vigiense(1916) Banda 31 de Agosto (1871), Conjuntos de Carimbó, Banda Grupo da Terra e outros grupos Tradicionais como “Bois e Pássaros Juninos”, até sua ida para a cidade de São Paulo aos 17 anos onde estudou com o Profº Demétrio Santos Sax Leader da Jazz Sinfônica(SP) e Nailor Proveta da Banda Mantiqueira(SP), tocou no grupo Ases do Jazz da BASP(SP) onde através de uma seleção passou em 1º lugar para compor a Banda de Música da Base Aérea de São Paulo(BASP)1992. Aos 21 anos retorna para a cidade de Vigia retomando os trabalhos no Clube Musical União Vigiense aos 22 anos de idade é convidado pela superintendente da Fundação Carlos Gomes Glória Caputo para ocupar a cadeira de profº de saxofone no Conservatório Carlos Gomes (1994-2007), aos 23 é aprovado em concurso público para profº da escola de música da Universidade federal do Pará (EMUFPA). Participou dos festivais de música em Londrina onde estudou com o profº Dilson Florêncio (DF), foi aluno de clarinete do profº Oleg Andreyeve(UKR) desde então Marcos Cardoso vem desenvolvendo trabalhos na área de formação técnica do saxofone no estado do Pará. Foi 1º clarinete da Orquestra Sinfônica do Teatro da Paz (2006/2008). Já tocou em companhia de artistas regionais, nacionais e internacionais, como: Bilie Blanco, Verequete, Ivan Lins, Hebe Camargo, Guinga, J.J. Jackson (USA), Ian Guest (USA), Arismar e Tiago do Espírito Santo, Toninho Horta, Raul de Souza, Vadim Klokov(RUSSIA), Mini Paulo, Ney Conceição, Robertinho Silva, Lucinha Bastos e outros grandes artístas. No ano de 2008 foi 1º Lugar com a composição de Nêgo Nelson e 2º lugal com a composição de Jacinto Kawage no festival de música instrumental de Macapá (FEMINSAP). Tocou p/ os presidentes de países Latino-Americanos no Fórum Social Mundial em Belém do Pará (2008). Foi convidado para ministrar oficinas no 7º jazz festival de joinville em Santa Catarina (2009). Foi diretor eleito para assumir o cargo de diretor do Teatro Experimental do Pará Waldemar Henrique (2007-2010), É músico da Amazônia Jazz Band desde 1994, em 2011 foi convidado para ser profº do 1º encontro de saxofones do estado do Amapá (Banda do Corpo de Bombeiros AP) ministrando oficinas de técnicas de improvisação para a comunidade artístico-musicais do estado supracitado. Em 2011 fez turnê pela a Europa tocando nos festivais de Saint André de Sangonis, Montpellier no Sul da França e nos festivais de Jazz de Montreux e Genebra na Suíça com os mestres Raul de Souza e Toninho Horta, Mazombo, Yvan Baumgartner.

Maestro Vale

Lucivaldo Reis

Fernando André

Fernando, começou sua história na música tocando na Banda União Vigiense, após alguns anos estudou no Conservatório Carlos Gomes em Belém, sua história nas Olimpíadas de Sidney, o Pará que exportou para a Austrália os cinco músicos que fizeram parte da banda cosmopolita de abertura; o Vigiense Fernando André estava entre eles. Atualmente é Sargento da Marinha do Brasil.

Ensaio da Banda Cosmopolita na Austrália

Aldecir Lobato

Aldecir Lobato, teve sua introdução na música na Banda União Vigiense, tempos depois se destacou na mesma passando a ser regente, logo depois participou da Banda "Fazendo Arte", em que fazia parte a Cantora Joelma, atual Calypso. Atualmente é Sargento do Exército Brasileiro.

Marinildo Pereira da Silva (Nildo)

Marinildo Pereira da Silva (Nildo), iniciou seus estudos em 1981 na Escola de Música do Clube Musical União Vigiense com o Tenente Castro abandonado no mesmo ano, em 1982 deu continuidade nos estudos musicais na Escola do Município de Vigia de Nazaré com o Professor Paulo Coutinho tendo seu início no trompete com o professor Reginaldo Rabelo e o primo Márcio Serafim , depois ingressou no Corpo de Fuzileiros Navais ocupando a vaga de trompetista da Banda da Marinha, fazendo várias viagens para fora de nosso País. Graduado em Música pela Universidade do Estado do Pará, PA, em 2008. Após concluir a graduação em Música na UEPA, seguiu no Curso de Pós- Graduação em Docência em Nível Superior na Faculdade Ipiranga FAZ em Belém-. Ele tem trabalhado em atividades de bandas como músico, regente, arranjador, e professor de cursos em Arte, Belém Pará. Atualmente é Professor e Regente do Clube Musical União Vigiense e na Associação de Crianças carentes em Vigia de Nazaré Associação Bem Acolher. Contatos: tel:(91)8848-2450/(91)8245-4453/(91)9257-2220, nildovigiatrompete@hotmail.com, http://nildomusicvigia@webnode.com

Marcelo Cardoso

Marcelo Cardoso saxofonista natural Vigia iniciou seus estudos musicais no “Clube Musical União Vigiense’’(1992) tendo como orientador o regente José Maria Vale. Em 1998 ingressou no conservatório “Carlos Gomes’’ fazendo parte da classe do prof. Marcos Cardoso (puff), na qual se formou no curso técnico. Integrou ainda nos seguintes grupos: Banda Sinfônica, Quinteto de saxofones da Fundação Carlos Gomes e quarteto K-ximbinho. Participou Internacional de Música do PA (2005, 06, 07, 08), além de em 2015 ter tocado no festival internacional de musica com o renomado compositor Brasileiro Jorge Antunes. Em 2003 assumiu uma das cadeiras de professor de saxofone desenvolvendo um trabalho como arte-educador. Em 2006 ingressou no curso de graduação pela Universidade Estadual do Pará UEPA no qual é Bacharel em saxofone tendo como orientador o professor Doutor em saxofone Dílson Florêncio. Atuou também como integrante da Orquestra de Música Latina da UFPA na qual gravou três DVDs, atualmente é professor do Centro de Educação Profissional de Música Walkíria Lima. Atuando também como músico free lance com vários artistas locais.. No ano de 2015 voltou a Belém para o conservatório Carlos Gomes. Está na organização dos Projetos Mega Charangão, Tarrafiada Cultural, Música na Praça e o Carimbó do Mercado.

Jairo Wilkens da Costa Sousa [Solista Especial]

Jairo Wilkens é natural de Vigia (Pará), iniciou seus estudos de clarinete em 1990 na Escola de Música da Banda União Vigiense (PA). Bacharel em Clarinete pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Recebeu mais de 15 primeiros prêmios nacionais e internacionais em concursos de música de câmera e solista, dentre eles estão: “Melhor Instrumentista Erudito de 2001- categoria Sopros” um prêmio para os melhores da música no estado do Paraná; único clarinetista finalista do Prêmio Icatu-Hartford de Artes 2001; “II Concurso Jovens Solistas - Orquestra Sinfônica do Paraná (2001 - Curitiba); “I Concurso Jovens Solistas Maestro Eleazar de Carvalho - categoria Sopros” (2002 - São Paulo); IV Concurso Nacional de Música de Câmera “Henrique Niremberg” da Academia Nacional de Música (2004 - Rio de Janeiro); Artist Presentation Society (2008 - EUA). Atuou como solista com a Orquestra Rádio Cultura (SP), as Sinfônicas de São Bernardo, Paraná, Londrina, MU Jazz Band e Camerata Antiqua de Curitiba. Foi artista convidado “Guest Artist” a se apresentar no ClarinetFest 2008 e ClarinetFest 2010 promovido pela International Clarinet Association nos EUA. De 2009 a 2012 atuou como principal clarinete na Orquestra da Universidade Estadual de Londrina e atualmente ocupa a posição de solista-especial e requinta na Orquestra Sinfônica de Campinas (SP). Também exerce intensa atividade pedagógica ministrando aulas na Fundação Amazônica de Música em Belém (PA) desde 2008 até a presente data.

Roberto |  

Músico Veterano

Não podemos deixar de homenagear seu Roberto, que por muitos anos presidiu a Banda União Vigiense, deixando seu legado a seus filhos também músicos. Roberto ainda participa ativamente da Banda merecendo todas as homenagens a quem dedicou a sua vida a música de Vigia.

Izidoro de Castro |  

Compositor e Músico 

Seu nome ficou marcado na História da Música Popular Brasileira pelo dobrado "Saudades de minha terra" que por muito tempo foi dado como de autor anônimo mas que, graças à pesquisa de Vicente Salles, ficou a autoria como sendo considerada dele. A primeira gravação do dobrado ocorreu em 1913, em disco Odeon pela Banda do 10º R.I do exército com arranjos de Eduardo F. Martins, sem constar contudo o nome do autor. Na mesma época, foi feita uma gravação em solo de flauta na Favorit Record por instrumentista desconhecido e novamente sem a indicação da autoria. Em 1942, em plena Segunda Guerra Mundiual foi feita uma nova gravação do dobrado, dessa vez pela Banda do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro em disco Victor e a autoria apareceu no selo do disco como sendo de domínio público. O dobrado "Saudade da minha terra" foi novamente gravado em 1959, no LP "Dobrados" lançado pela RCA Victor com a Banda do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal com regência do tenente Luis Paulo da Silva.

Adelso |  

Saxofonista

Um dos grandes músicos de Vigia é Adelso iniciou nas Bandas de Vigia e hoje toca em uma banda na Capital Paraense, é destacado um dos mais versáteis de Vigia.